TEXTOS, RESUMOS E DOCUMENTOS DA HISTÓRIA DO BRASIL


Guerras de Independência do Brasil - resumo, história, causas

Guerras pós-independência, causas, onde ocorreram, resumo, contexto histórico, curiosidades, bibliografia, História

Tropas brasileiras entram em Salvador após derrotar portugueses (Prisciliano Silva)
Tropas brasileiras entram em Salvador após derrotar portugueses (Prisciliano Silva)

 

Contexto histórico


O processo de independência do Brasil não foi pacífico. Após o 7 de setembro de 1822, ocorreram várias manifestações, em território nacional, contrárias à Independência. Este movimento de resistência era composto, principalmente, por militares portugueses que moravam no Brasil.

 

Dom Pedro I precisou reagir rapidamente para não colocar em risco a recém conquistada liberdade com relação a Portugal. Seu objetivo era expulsar do país as tropas portuguesas. Foi entre os anos de 1822 e 1825, que grande parte destes conflitos pós-independência ocorreram.

 

Como o Brasil não possuía um exército nacional, D. Pedro I precisou formar milícias e contratar militares ingleses e franceses para combater os movimentos de resistência à Independência. O comando ficou nas mãos de militares estrangeiros como, por exemplo: os britânicos Lord Cochrane e John Taylor, além do francês Pierre Labatut.

 

Locais onde ocorreram as guerras de independência

 

Embora tenham ocorrido conflitos em várias regiões do território nacional, eles foram mais intensos nas províncias do Pará, Bahia, Maranhão, Cisplatina (atual Uruguai) e Piauí.

 

Causas principais:

 

- Não reconhecimento da independência do Brasil por parte dos militares portugueses que moravam no Brasil.

 

- Intenção dos portugueses em restaurar a colonização do Brasil.

 

- Não aceitação da independência por parte de comerciantes e funcionários públicos portugueses que atuavam no Brasil.

 

- Necessidade de D. Pedro de pacificar o país no pós-independência para colocar em vigor seu governo em todo território nacional. Desta forma, poderia fortalecer seu poder, consolidando-se como monarca brasileiro.

 

Como terminaram

 

D. Pedro I saiu vitorioso nas guerras pela independência do Brasil. Muitos opositores, principalmente militares portugueses, foram presos e expulsos do Brasil. Em 1825, Portugal reconheceu a emancipação política do Brasil e o imperador brasileiro conseguiu manter a unidade territorial.

 

Curiosidades:

 

- As milícias estrangeiras contratadas por D. Pedro I contou, em algumas províncias brasileiras, com a ajuda de populares para expulsar os portugueses do Brasil.

 

- Para contratar militares estrangeiros e comprar navios de guerra para as guerras de independência, D. Pedro I aumentou os impostos e contou com a doação de recursos de ricos agricultores brasileiros.


 

Bibliografia indicada: 

 

Independência ou morte - a emancipação política do Brasil (coleção História em Documentos)

Autor: Albuquerque, Luis A. S. e outros

Editora: Atual

Temas: História do Brasil, Independência do Brasil

Impressão Google+


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2005 - 2017 História do Brasil.Net Todos os direitos reservados.