TEXTOS, RESUMOS E DOCUMENTOS DA HISTÓRIA DO BRASIL


Levante Integralista de 1938

O que foi o Levante Integralista, causas, Era Vargas, contexto histórico, resumo, conclusão, bibliografia

Saudação Integralista
Saudação Integralista

 

O que foi
O Levante Integralista foi um movimento armado brasileiro, ocorrido em 1938, realizado por integrantes da AIB (Ação Integralista Brasileira) contra o governo autoritário de Getúlio Vargas.
Contexto histórico e causas
Os integralistas deram apoio ao governo Vargas no combate ao comunismo no Brasil. A AIB tinha, inclusive, tinha pretensões de participar do governo, mesmo após a decretação do Estado Novo em novembro de 1937. Porém, Vargas frustrou as expectativas dos integralistas ao decretar o fechamento de todos os partidos brasileiros, incluindo a AIB. Este ato gerou forte descontentamento em várias fileiras da AIB.
 Objetivos
- Derrubar o governo Vargas através de um golpe.
- Reabertura e funcionamento da AIB.
Como ocorreu
Ocorreram dois levantes integralistas. O primeiro foi em 11 de março de 1938 e contou com a participação de membros da AIB, civis, militares (principalmente oficiais da Marinha) e políticos de oposição ao governo. O movimento foi duramente e rapidamente reprimido pelas forças do governo, sendo que alguns participantes foram presos.
A segunda tentativa do golpe ocorreu em 11 de maio do mesmo ano. Os integrantes do movimento tentaram tomar a Chefia da Polícia Civil no Rio de Janeiro e também libertar líderes integralistas que haviam sido presos dois meses antes. Pretendiam também entrar no Palácio da Guanabara, prender e depor Vargas.
O movimento foi mais uma vez combatido pelas forças do governo. Líderes e integrantes do movimento integralistas foram perseguidos e presos. Plínio Salgado, principal líder integralista brasileiro, foi preso no ano seguinte e teve que viver no exílio, em Portugal, durante seis anos.
Conclusão
O Levante Integralista foi mais um dos movimentos contrários ao autoritarismo de Vargas durante o Estado Novo (1937 a 1945). Getúlio Vargas, durante este período, governou sem democracia, perseguindo e prendendo opositores. Fechou os partidos políticos, estabeleceu a censura e controlou os sindicatos. Esta forma de governar gerou muita insatisfação entre civis, militares e políticos brasileiros que pretendiam o reestabelecimento da democracia no país. 

O que foi


O Levante Integralista foi um movimento armado brasileiro, ocorrido em 1938, realizado por integrantes da AIB (Ação Integralista Brasileira) contra o governo autoritário de Getúlio Vargas.

 

Contexto histórico e causas

 

Os integralistas deram apoio ao governo Vargas no combate ao comunismo no Brasil. A AIB tinha, inclusive, tinha pretensões de participar do governo, mesmo após a decretação do Estado Novo em novembro de 1937. Porém, Vargas frustrou as expectativas dos integralistas ao decretar o fechamento de todos os partidos brasileiros, incluindo a AIB. Este ato gerou forte descontentamento em várias fileiras da AIB.

 

 Objetivos


- Derrubar o governo Vargas através de um golpe.

 

- Reabertura e funcionamento da AIB.

 

Como ocorreu

 

Ocorreram dois levantes integralistas. O primeiro foi em 11 de março de 1938 e contou com a participação de membros da AIB, civis, militares (principalmente oficiais da Marinha) e políticos de oposição ao governo. O movimento foi duramente e rapidamente reprimido pelas forças do governo, sendo que alguns participantes foram presos.

 

A segunda tentativa do golpe ocorreu em 11 de maio do mesmo ano. Os integrantes do movimento tentaram tomar a Chefia da Polícia Civil no Rio de Janeiro e também libertar líderes integralistas que haviam sido presos dois meses antes. Pretendiam também entrar no Palácio da Guanabara, prender e depor Vargas.

 

O movimento foi mais uma vez combatido pelas forças do governo. Líderes e integrantes do movimento integralistas foram perseguidos e presos. Plínio Salgado, principal líder integralista brasileiro, foi preso no ano seguinte e teve que viver no exílio, em Portugal, durante seis anos.

 

Conclusão


O Levante Integralista foi mais um dos movimentos contrários ao autoritarismo de Vargas durante o Estado Novo (1937 a 1945). Getúlio Vargas, durante este período, governou sem democracia, perseguindo e prendendo opositores. Fechou os partidos políticos, estabeleceu a censura e controlou os sindicatos. Esta forma de governar gerou muita insatisfação entre civis, militares e políticos brasileiros que pretendiam o reestabelecimento da democracia no país. 

 


 

Bibliografia Indicada:

 

Integralismo - ideologia e organização de um partido de massa no Brasil

Autor: Cavalari, Rosa Maria F.

Editora: Edusc

Temas: História do Brasil, Integralismo, Era Vargas

Impressão Google+


Os textos deste site não podem ser reproduzidos sem autorização de seu autor. Só é permitida a reprodução para fins de trabalhos escolares.
Copyright © 2005 - 2017 História do Brasil.Net Todos os direitos reservados.